Criamos Experiências Interativas e Relevantes Aproximando pessoas e marcas, gerando relacionamentos e negócio


Tirar fotos dos filhos é uma das atividades preferidas dos pais, e as imagens costumam fazer sucesso. A Child Photo Competition, organização de fotógrafos especializados em retratar crianças, realizou a quarta edição do concurso Crianças em Preto e Branco, recebendo trabalhos de participantes do mundo inteiro e premiando os melhores em seis categorias.
Fotógrafos profissionais e amadores são bem-vindos no concurso, e suas imagens são analisadas por três jurados. A Child Photo Competition realiza, além da competição bianual de fotos em P&B, concursos mensais que podem ser conferidos em seu site.
Confira os vencedores do segundo semestre de 2016:


Categoria Retrato

1º Lugar
“Dançando Com as Cortinas” – Ekaterina Vedenina (Rússia)



2º lugar
“Dormindo” – Olga Ageeva (Rússia)



3º lugar
“Fantasma” – Oriano Nicolau (Espanha)




Categoria Belas Artes

1º lugar
“Brincando com a luz” – Olga Ageeva (Rússia)



2º lugar
Sem título – Alicja Brodowicz (Polônia)



3º lugar
“Três Flores Brancas” – Kelly Tyack (Austrália)




Categoria Estilo de Vida

1º lugar
“Rodos” – Karolina Wawrzyniak (Irlanda)



2º lugar
“Esconde-Esconde” – Olga Ageeva (Rússia)




3º lugar
“Pela Metade” – Karolina Piórkowska (Polônia)



Categoria Documental e Urbano

1º lugar
“Procurando a Rainha” – Hutchins (Polônia/EUA)



2º lugar
“Classic Couch Potato” – Chelsea Silbereis (EUA)



3º lugar
“Jogos de rua” – Pavol Delej (Eslováquia)



Categoria Silhueta

1º lugar
“Batman – Anna Kuncewicz (Polônia)



2º lugar
“Crianças no Litoral do Oceano Índico” – Guomiao Zhou (China)



3º lugar
“Quem Está Aí?” – Natalia Kharitonova (Rússia)



Categoria Conceitual e Fotos Manipuladas

1º lugar
“A Máscara” – Ewa Cwikla (Holanda)



2º lugar
Sem Título – Alicja Brodowicz (Polônia)



3º lugar
“Ameixas” – Mariola Glajcar (Polônia)



Gostou? No site do concurso há também menções honrosas a várias belas fotos de cada categoria.



Nokia 3310, conhecido popularmente como o indestrutível por causa de sua resistência, está de volta. A empresa finlandesa HMD, que comprou da Nokia Technologies a sua patente e os direitos sobre a marca e de sua imagem, anunciou a ressurreição do já clássico aparelho, quase um vintage, em versão renovada que será apresentada no Congresso Mundial de Telefonia (Mobile World Congress) a ser realizado em Barcelona entre 27 de fevereiro e 2 de março. O indestrutível está de volta depois de uma entrada muito bem-sucedida do novo Nokia 6 na China.
A Nokia vendeu no mundo todo mais de 120 milhões de unidades do 3310, mas a chegada dos smartphones acabou por escantear aos poucos o modelo, apesar de sua fama, do funcionamento e do hipnótico jogo Snake 2. A retirada oficial do mercado ocorreu em 2005. Agora, em fevereiro de 2017, quando parecia que o celular que causou furor nos primeiros anos do milênio tinha sido definitivamente enterrado pelos smartphonesa nova Nokia o lança mais uma vez, de olho em um mercado específico.
As informações sobre o ressurgimento do aparelho, divulgadas pelo The Guardian, indicam que ele só estará disponível inicialmente na Europa e na América do Norte e que custará em torno de 70 euros (245 reais). A versão original foi lançada em 2000 ao preço de 150 euros (525 reais).
Até relativamente poucos anos atrás, todos nós carregávamos um Nokia em nossos bolsos. Dois de cada três celulares vendidos no mundo eram da marca finlandesa. Seu império ruiu quase da noite para o dia com os aparecimentos dos aparelhos com tela táctil --o iPhone à frente-- e do sistema operacional Android, da Google.

Los Angeles (EUA) – Os britânicos Adele e David Bowie levaram todos os prêmios aos quais concorriam na 59ª edição dos Grammy, em cerimônia emocionante e com veladas críticas às políticas do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.
Adele se tornou aos 28 anos a primeira artista a vencer nas três categorias principais do evento pela segunda vez, ficando com os troféus de melhor álbum do ano e melhor álbum vocal pop tradicional, ambos por “25”, assim como os de melhor gravação do ano, melhor canção do ano e melhor atuação pop solo, os três por “Hello”.
Apesar disso, quis dedicar seu prêmio a Beyoncé, que na sua opinião devia ter levado o grande troféu da noite.
“Não posso aceitar este prêmio”, disse a artista ao receber o fonógrafo de melhor álbum do ano. “Estou muito agradecida, mas minha vida é Beyoncé, e o melhor álbum para mim é o seu, um trabalho monumental e bem pensado. É um trabalho precioso onde desnuda sua alma e podemos ver uma parte dela que nem sempre mostra”, acrescentou.
Bowie, que morreu em janeiro do ano passado, levou os cinco prêmios póstumos aos quais aspirava: melhor canção rock (“Blackstar”), melhor atuação rock, melhor álbum de música alternativa, melhor projeto de capa e melhor engenharia musical em um álbum de música não clássica, todos eles por seu último disco de estúdio, “Blackstar”, o de número 25 de sua carreira.
Bowie não ganhava um Grammy desde que em 1984 levou o prêmio de melhor clipe, por “Jazzin’ for Blue Jean”.
Outro nome de destaque foi o de Chance the Rapper, que levou os prêmios de melhor artista revelação, melhor álbum rap (“Coloring Book”) e melhor atuação rap (“No Problem”, junto a Lil Wayne e 2 Chainz) em uma festa que contou com várias apresentações.
Adele cantou “Hello”, à qual seguiram atuações de The Weeknd junto a Daft Punk (“I Feel It Coming”) e Ed Sheeran, outra vez com “Shape of You”.
Sem dúvida, o momento mais comentado da noite foi a entrada de Beyoncé como deusa dourada da fertilidade, emocionando o público com “Love Drought” e “Sandcastles”.
Pouco depois uma espetacular Katy Perry subiu ao palco, apresentando seu novo single “Chained to the Rhythm”.
E depois de Maren Morris e Alicia Keys (“Once”), um redemoinho invadiu a cerimônia com Metallica e Lady Gaga cantando “Moth into Flame”, seguida de A Tribe Called Guest e Anderson. Paak (“Movin Backwards”) e Chance the Rapper (“How Great”), entre outros.
A emoção aumentou com o tributo da Academia da Gravação ao falecido George Michael, em uma comovente atuação de Adele, que apresentou sua versão de “Fast Love”.
Convenceu também a homenagem de Demi Lovato aos Bee Gees pelo 40º aniversário de “Saturday Night Fever”, assim como a estilizada lembrança à Prince, assinada por The Time e um Bruno Mars que lembrou com seu carisma e sensualidade o ídolo de Minnesota.
Entre as críticas a Trump, especialmente poderosa foi a valente cenografia da Tribe Called Quest e Busta Rhymes, que derrubaram um muro, falaram sobre o poder das minorias e enviaram uma mensagem de diversidade ao presidente, a quem denominaram “presidente laranja”.
Katy Perry cantou usando um bracelete que dizia “Resist”, enquanto de fundo apareciam as palavras “We The People” junto a outras referências à constituição dos EUA.
Jennifer López afirmou que vivemos um momento onde as vozes dos artistas “são mais necessárias do que nunca”.
“Não há tempo para a desesperança, não há lugar para a autocompaixão, não há necessidade para o silêncio nem espaço para o medo”, acrescentou.

Veja os ganhadores das principais categorias:

Álbum do Ano: 25 (Adele)
Artista Revelação: Chance, The Rapper
Best Pop Vocal Album: 25 (Adele)
Melhor Álbum de Rock: Tell Me I’m Pretty (Cage the Elephant)
Melhor Álbum de Música Alternativa: Blackstar (David Bowie)
Melhor Álbum R&B: Lalah Hathaway Live (Lalah Hathaway)
Melhor Álbum de Comédia: Patton Oswalt: Talking For Clapping (Patton Oswalt)
Produtor do Ano, Não-clássico:  Greg Kurstin (Love You to Death, Something in the Way You Move, Million Years Ago, …)
Melhor Álbum Urbano Contemporâneo: Lemonade (Beyoncé)
Melhor Álbum de Rap: Coloring Book (Chance, The Rapper)
Melhor Pacote de Gravação:  Blackstar (Jonathan Barnbrook)
Melhor Álbum de Jazz Instrumental: Country for Old Men (John Scofield)
Melhor Álbum de Americana: This Is Where I Live (William Bell)
Melhor Vídeo Musical Longo: The Beatles: Eight Days a Week – The Touring Years (Ron Howard, Brian Grazer, Nigel Sinclair, …)
Melhor Trilha Sonora Original para Mídia Visual: Star Wars: O Despertar da Força (John Williams)
Melhor Álbum Country: A Sailor’s Guide to Earth (Sturgill Simpson)
Melhor Disco em Edição Especial Limitada: Edith Piaf 1915-2015 Box Set (Gérard Lo Monaco)
Personalidade do Ano: Tom Petty
Melhor Álbum de Dance/Eletrônica: Skin (Flume)
Melhor Álbum Pop Vocal Tradicional: Summertime: Willie Nelson Sings Gershwin (Willie Nelson)




Você é daquele tipo de pessoa que, mesmo com inúmeros livros em casa, não consegue passar pela porta de uma livraria sem parar para dar uma olhadinha? Ou daqueles ratinhos de biblioteca, que possuem carteirinha de fidelidade e tudo mais?
Quantas vezes você já se imaginou dentro das mais diversas histórias, enquanto lia e relia? Com certeza, você também já sabia que existe um nome para essas pessoas, bookaholics – viciados em livros. Agora, imagine não apenas sonhar mas como, também, fazer parte dessas histórias.
Essa é a sensação que alguns hotéis/hostel/pousadas que dar a seus hóspedes. Espalhados pelo mundo, se dedicam aos amantes de livros e histórias específicas, fluindo desde Crime e Castigo até Harry Potter. Pensando em como esses lugares devem ser conhecidos por todos os amantes de livros, nós aqui da redação da Fatos Desconhecidos selecionamos uma listinha com 10 hotéis que todo amante de livros vai se apaixonar, Confira:

1 – Georgian House Hotel (Inglaterra)


Um hotel localizado na magnífica cidade de Londres. Esse hotel promete uma verdadeira aventura! Ele possui um quarto temático chamado Wizard Chambers, da saga Harry Potter. Incluindo garrafas de poções mágicas, caldeirões, malas e muitos outros detalhes para os fãs da série se deslumbrarem. Na estadia, também, está incluso tradicional café da manhã inglês. Outro detalhe desse hotel é que ele está localizado próximo à estação Victoria, local onde se pega o ônibus para o Harry Potter Tour – passeio pelos estúdios Warner Bros.

2 – Radisson Sonya (Rússia)


Se você é um apaixonado por Dostoievski, e mesmo se não for, vai se apaixonar por esse hotel. Ele todo – sim, todo! – foi baseado pelo clássico Crime e Castigo. Ao todo, são 171 quartos, decorados em alusão à época em que se passa a história.

3 – Hotel Eden (Taiwan)


Esse hotel possui um quarto temático, especial para os fãs de Batman. Tudo bem que não é uma mansão Wayne, mas vale a pena a experiência.

4 – Library Hotel (EUA)


Esse hotel em Manhattan, está localizado próximo a Biblioteca Pública de Nova York, em um aconchegante prédio do século 20. Provavelmente esse é o hotel mais adorado pelos amantes de livros, são mais de 6 mil livros espalhados por quartos, lobby e áreas comuns.


Cada andar deste hotel possui um tema diferença, entre arte, linguagem, filosofia… Por sua vez, cada quarto se refere a um tema específico de cada grande área. Existe uma biblioteca dentro do hotel, com uma divisão que segue um método chamado Sistema Decimal Dewey.


Também existem um Jardim de Poesia, uma Sala de Leitura, um lounge Refúgio do Escritor – no qual são servidos drinks com nomes relacionados à literatura.

5 – Pousada Literária (Brasil)


Provavelmente você já ouviu falar na FLIP – Feira Literária Internacional de Paraty – pois bem, esse hotel está localizado exatamente ali, no centro histórico de Paraty (RJ), cidade fluminense que recebe todos os anos a FLIP, que acontece há 13 anos.


A estrutura da pousada é um casario colonial, que tem como destaque a biblioteca, com livros selecionados pelo próprio curador da Feira. Todos os quartos possuem um cantinho de leitura, para aqueles que preferem o sossego da solitude.



Para escolher um quarto, é entregue ao hóspede um cardápio literário. Como qualquer quantidade de livros é pouca, ao lado do casario há uma livraria, com mais de 4 mil livros.

6 – Apostrophe (França)




Também conhecido como Hotel-Poema, em Paris, sua decoração inclui palavras e textos nas paredes, figuras brilhantes ligadas à referências literárias. Tudo claramente pensado na atmosfera poética.

7 – The Commons Hotel (EUA)



Localizado no campus da Universidade de Minnesota, possui a aparência de um hotel comum, porém, dentro dele existe uma biblioteca incrível, totalmente aberta aos hóspedes. Além disso, também oferecem um “serviço de quarto” só de livros. Você escolhe, liga e te entregam no quarto.

8 – Wonderland House (UK)



Como não poderia faltar, a temática deste hotel é Alice no País das Maravilhas. Esse luxuoso hotel possui 5 andares, 6 quartos e acomoda até 24 pessoas. Absolutamente tudo é personalizado, toalhas, lençóis, secadores de cabelo… tudo para que você se sinta dentro da história.

9 – The Hobbit Hotel (Nova Zelândia)



Quem nunca quis saber como seria morar na casa de um Hobbit? Pois então, esse hotel que fica dentro do Woodlyn Park, em Otorohanga, possui acomodação temática. Cada acomodação é independente, com cozinhas e banheiros individuais.

10 – Poets Hostel (Portugal)


Esse hostel fica no bairro Chiado, em Lisboa, entre ruas de calçada portuguesa e monumentos históricos. Próximo a ele estão galerias de arte, salas de concerto, cafés… Possui uma decoração vintage, e alguns quartos com paredes com trechos de livros.
Então pessoal, o que acharam desses hotéis e pousadas? Gostariam de se hospedar em algum deles? Em todos, talvez? Conhecem algum outro que não está na lista? Encontraram algum erro? Ficaram com dúvidas? Possuem sugestões? Não se esqueçam de comentar com a gente!

Se você foi criança e cresceu durante a década de 1980, certamente você implorou aos seus pais para comprar um chocolate Surpresa, não só para saborear a barra, mas principalmente para colecionar as figurinhas temáticas, quase sempre sobre animais. Pois se há 15 anos, quando deixou de ser fabricado, você sente falta desse chocolate, saiba que – com o perdão do trocadilho – a Nestlé preparou uma surpresa para a páscoa desse ano: o ovo de chocolate Surpresa.





Um Surpresa não estaria completo sem as figurinhas, portanto o ovo reeditará também uma de suas mais famosas coleções: os dinossauros. Cada ovo, com 150g de chocolate, virá com um álbum e 10 cards informativos. Ao todo virão três diferentes grupos de cards para se colecionar.






Essa novidade foi lançada no Salão de Páscoa 2017, em São Paulo, reunindo as principais novidades para o período dentre os fabricantes de chocolate no Brasil. Aos nostálgicos, porém, a alegria tem curta duração: essa reedição do Surpresa será especial para a páscoa – o chocolate em si não voltará a circular.



 As figurinhas de dinossauros dos anos 1980
Mais importante, portanto, do que aprender sobre os dinossauros ou mesmo do que se deliciar com o sabor do chocolate, será reviver um pouquinho o gosto da infância.



O Super Bowl chegou à sua edição 51 como um dos torneios esportivos mais famosos do mundo. A final que ocorreu em Houston, cujo vencedor foi o Patriots, reúne em seu horário comercial as marcas que estão dispostas a pagar até mais de US$ 5 milhões por 30 segundos.
O destaque da noite ficou para empresas como o Airbnb que fez uma provocação direta a Donald Trump celebrando a diversidade e a Coca-Cola que reprisou um comercial de 2014: o “America The Beautiful”. Além da Audi que tratou da igualdade de gêneros.
Assista aos principais comerciais do Super Bowl 2017 exibidos na TV americana:

84 Lumber




                            Nintendo




                       Kia





                        Coca-Cola



                         
                              Snickers



Fonte: https://goo.gl/tM8Lw2

O fotógrafo Ashraful Arefin não tem filhos, mas tem coelhos, e, de tanto ver fotografias de bebês recém-nascidos, teve vontade de registrar seus felpudos amiguinhos em cliques similares.
Desde que decidi ter dois coelhos como animais de estimação, tiro fotos deles. E eles não apenas são companheiros adoráveis, como também são muito divertidos de fotografar. Assim, quando vi algumas surpreendentes fotografias de humanos recém-nascidos quis tentar algo parecido”, comenta o dono dos bichos.
Então, quando seu casal de coelhos teve filhotes, ele decidiu fazer uma sessão de fotos para celebrar a nova vida.
Observando-a crescer todos os dias, abrindo os olhos pela primeira vez, balançando seu pequeno nariz … tudo foi tão especial! Esta foi a minha tentativa de capturar aqueles momentos doces e compartilhar minha felicidade com outras pessoas através das fotos”, afirmou.

bunny1-57a2761380bdf__880

O artista concluiu dizendo esperar que essas fotos façam as pessoas sorrir. “Especialmente em tempos tão difíceis no mundo, precisamos de mais felicidade e o que pode ser melhor do que um coelhinho macio?”, disse.

Bunny2-57a2761d8833b__880

Bunny3-57a2762b3f726__880

bunny4-57a27636e6630__880

bunny5-57a2764021ee3__880

bunny8-57a2765cf139e__880

author
Commit Design
Agência Digital em São Paulo e Curitiba