Criamos Experiências Interativas e Relevantes Aproximando pessoas e marcas, gerando relacionamentos e negócio



Já imaginou se mídias sociais como Facebook, Twitter, Snapchat e Instagram fossem representadas por objetos?
Foi exatamente isso que o artista 3D Ben Fearnley decidiu fazer em seu projeto 3D intitulado “Social Media Reality“. De forma crítica e ao mesmo tempo bem-humorada, o artista procurou absorver a “essência” de cada mídia e passar essas características para cada objeto escolhido para representá-las.










A febre do K-Pop chegou à Apple. O novo comercial da marca para apresentar os recursos mais famosos do iPhone X traz os Animojis cantando um dos sucessos da banda coreana Hyukoh.

Há quem diga que a banda, na verdade, não é  de K-Pop, e sim Indie Pop Coreano. Realmente, o som do vídeo está mais para um Indie Rock/Pop que um Pop mais chiclete. Mas, quando você vê as cabeças de animais cantando, com destaque total para a galinha gritando, fica difícil não imaginar o quão mainstream isso vai se tornar.


O vídeo foi produzido na Coreia do Sul, e não há muito mais a dizer além de: cabeça de galinha gritando!

O iPhone X foi lançado no ano passado, com destaque para os Animojis. Outra funcionalidade que já se tornou queridinha dos usuários do aparelho é o “Modo Retrato” nas fotos, o que tem deixado alguns fotógrafos irritados.

A campanha contempla ainda outros animojs e estilos musicais:




Em mais uma ação comemorativa dos 50 anos do Big Mac, o McDonald’sresolveu imaginar como será a vida no futuro, mais precisamente no ano de 2068, quando o Big Mac fará 100 anos.

A campanha pertence à rede espanhola do McDonald’s, e foi desenvolvida em parceria com a TBWA Espanha.

No vídeo, embora muita coisa esteja diferente da atualidade, bem no estilo “Black Mirror” com tecnologia avançada, e pessoas que pouco interagem entre si, duas coisas se mantém iguais: o Big Mac e a vontade de procrastinar no trabalho.

Na mensagem final, a frase sintetiza o que o McDonald’s pensa a respeito de seu icônico sanduíche: “Muita coisa pode mudar, exceto as coisas que nunca mudarão”.



Os usuários do Spotify já podem descobrir qual seriam suas as músicas preferidas nos anos de 1908, 1929, 1970, 1996 e 2018. As datas dizem respeito às embalagens históricas colecionáveis criadas pela CP+B e desenvolvidas pela marca para comemorar os 110 anos do Striding Man, ícone da marca criado em 1908, pelo cartunista Tom Browne. A ação foi feita pela agência, em parceria com o time de marketing da DIAGEO e o Spotify.


Por meio de um hotsite produzido para a campanha, os gostos e hábitos musicais dos usuários serão avaliados. A partir da análise, o usuário poderá escolher entre os anos marcados pela história da marca, quando automaticamente uma playlist personalizada e com as respectivas artes do Striding Man será criada e salva em seu perfil. A lista de músicas poderá ser compartilhada com os amigos, por meio das redes sociais.

“A celebração do Striding Man passa pela visita à estética a diversas décadas nas embalagens e também na música, por meio desse serviço inédito no Brasil, criado em parceria com o Striding Man”, conta Guilherme Martins, head de whisky da DIAGEO no Brasil.



Na última terça-feira (15), o WhatsApp anunciou que terá novas ferramentas para aprimorar a experiência dos usuários. Agora, os grupos podem ter descrições, saber se alguém mencionou seu nome em uma conversa ao toque de um botão e os administradores ganham mais controles de gerenciamento.
Além destas novidades, o aplicativo também trabalha para dificultar o processo de readicionar pessoas a grupos que elas acabaram de sair. O recurso já vinha sendo testado há um tempo em alguns celulares.
Todas as mudanças começam a chegar aos usuários de Android e iOS hoje (16).

Novos recursos

Descrição de grupo: Um pequeno descritivo abaixo das informações do grupo que permite aos administradores estabelecer regras, tópicos mais importantes, direcionamentos e muito mais. Quando uma pessoa entra em um grupo, a descrição vai aparecer no topo do chat.
Atualização de grupo: Quando você se ausenta de um grupo por um tempo, você pode se atualizar rapidamente sobre as mensagens que mencionaram você ao clicar no botão “@”, no canto direito inferior da janela de conversa.
Busca de participante: Encontre quem quiser nos grupos ao acessar a ferramenta de busca na página de informação do grupo.

Fonte: MSN



No último final de semana durante a partida entre Atlético Paranaense e Atlético Mineiro, o goleiro Santos surpreendeu a todos com uma atitude. O atleta que é maior responsável pela segurança do time em campo ficou mexendo no celular minutos antes da partida, algo que poderia prejudicar a sua atenção e colocar seus companheiros em risco.
A atitude chamou atenção de torcedores e imprensa esportiva e até rendeu críticas ao goleiro. No dia seguinte, porém, ele revelou que sua aparente irresponsabilidade, na verdade, foi parte de uma campanha da Uber e Atlético para o Maio Amarelo, para alertar a população sobre o quanto esse hábito pode ser perigoso em outro lugar: no trânsito.
O resultado foi uma ação para mobilizar milhões de pessoas no mundo todo pela conscientização sobre um trânsito mais seguro. Assista:


Atualmente, no Brasil, são mais de 400 mil acidentes nas estradas todos os anos. Usar celular na direção é uma das principais causas de mortes no trânsito no país, por isso, a Uber em parceria com o Clube Atlético Paranaense, decidiram levar essa discussão para os gramados de futebol que é uma das marcas registradas do país.
“O que eu fiz em campo é igual ao que milhares de pessoas fazem todos os dias no carro. Só que se envolver em um acidente de trânsito, é muito mais perigoso do que tomar um gol.”
Disse o goleiro, que aproveitou a indignação que sua atitude gerou nas pessoas para pedir que elas parem de usar o celular enquanto dirigem.
Fonte: https://goo.gl/7nBp5G 


A Ford desenvolveu em parceria com a startup italiana Aedo uma tecnologia para uma janela de carro inteligente que dá a pessoas cegas ou com deficiência visual a possibilidade de “sentir” a paisagem através do toque. O objetivo é que elas também possam apreciar o cenário ao viajar de carro, uma experiência da qual sentem falta.


O dispositivo, chamado “Feel the View” (“Sinta a Visão”), ainda está em fase de protótipo. Ele tira fotos que são transformadas em imagens preto e branco de alto contraste, depois reproduzidas no vidro por meio de LEDs. Quando se toca na imagem, os diferentes tons de cinza vibram em uma escala de 255 intensidades, permitindo reconstruir na mente os detalhes da paisagem.
Ao mesmo tempo, um assistente vocal conectado ao sistema de áudio do carro, com inteligência artificial, ajuda a situar o contexto da imagem descrevendo o que é tocado.
“Procuramos melhorar a vida das pessoas e vimos nesse projeto uma oportunidade fantástica de ajudar quem tem deficiência visual a experimentar um dos melhores aspectos das viagens de carro. A tecnologia é avançada, mas o conceito é simples e pode transformar passeios comuns em viagens memoráveis”, diz Marco Alù Saffi, diretor de relações externas da Ford Itália.
author
Commit Design
Agência Digital em São Paulo e Curitiba